Maior acionista do Twitter, Elon Musk surpreende nas decisões sobre a rede

Elon Musk, o homem mais rico do planeta, segundo a lista 2022 da Forbes, tem tornado os dias do Twitter mais agitados. Antes que o mundo soubesse que ele havia comprado 9,2% da companhia por quase US$ 3 bilhões, fato anunciado no dia 04 de abril, o bilionário já havia disparado alguns tuítes que chegaram a provocar especulações sobre uma eventual nova rede social.

Mas eram apenas questões que expôs ao público a respeito da empresa, da qual virou o maior acionista individual. Agora, convidado a fazer parte do board, Musk voltou a surpreender: resolveu que não entraria para o seleto grupo, composto por 11 pessoas.

Oficialmente, o fundador da Tesla e da SpaceX se tornaria um dos conselheiros do Twitter no sábado, 09. Tudo parecia estar certo para isso. Dias antes, um tuíte de Parag Agrawal, CEO da empresa, transmitiu entusiasmo pela novidade: Musk “traria grande valor” para o board. Afinal, o novo acionista é apaixonado pela plataforma e um intenso crítico do serviço, algo de que o conselho administrativo precisa para fortalecer a companhia no longo prazo. As palavras são de Agrawal.

No entanto, na virada do domingo, 10, para segunda, 11, o CEO do Twitter usou a rede para replicar uma mensagem que teria encaminhado ao time. Agrawal disse acreditar que a resolução seja para o melhor. “Temos valorizado e vamos continuar valorizando as colaborações de nossos acionistas, façam parte ou não do conselho. Elon é nosso maior acionista e continuaremos abertos a seus inputs”, escreveu.

A verdade é que Musk vinha gerando muito barulho em torno do Twitter – e deverá continuar fazendo isso, à sua maneira. No dia 14 de março, ele adquiriu 73.486.938 ações da companhia, mas isso só foi divulgado no início do mês. Antes, o bilionário, dono de um patrimônio calculado pela Forbes em US$ 219 bilhões (valor projetado antes da compra das ações), já havia publicado na plataforma uma enquete sobre “liberdade de expressão”. No dia 25, ele tuitou: “Liberdade de expressão é essencial para uma democracia funcional. Você acredita que o Twitter adere rigorosamente a esse princípio?”.

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
LinkedIn
Arco-18

Arco nas redes

Mais popular

Receba as últimas atualizações

Assine nosso newsletter

Sem spam, notificações apenas sobre novos produtos, atualizações.

Categories

Postagens relacionadas